domingo, novembro 06, 2005

Só Deus é santo


Segundo a Escritura, somente Deus é Santo (cf. 1Sm 2,2; Sl 22,3; Is 6,3). A palavra hebraica «santo» (=kadosh) significa «separado». Deus é o Outro, o que está para além de tudo, o que é diverso de toda a criação, é aquele que não pode ser confundido com as criaturas.
Como entender então que S. Paulo chame de santos os cristãos? Parece haver aqui uma incongruência.
Quem souber que responda.

10 comentários:

Anónimo disse...

Será porque os Cristãos, ao identificar-se com Cristo, Filho de Deus, deixam já de "pertencer a este mundo"?

joaquim disse...

Isto vem dizer-nos que não nos devemos deter só sobre uma ou outra frase da Bíblia. Temos que a ler e entender na sua globalidade. Foi o que fizeram os chamados Padres dos primeiros tempos do Cristianismo e por isso a Igreja os considerou como a Tradição, com letra maiúscula. Todos os que põem de lado essa Tradição correm o risco de fazer cair a Bíblia em contradições perigosas.
J. Costa

mariza disse...

A Bíblia bem diz que até o justo peca sete vezes ao dia. Só Deus é santo. Os justos participam da santidade de Deus.
Mariza

Anónimo disse...

Na Bíblia ninguém se pode fiar. Está cheia de contradições...

Nova Evangelização disse...

Caríssimos
Só Deus é Santo, isto é, Santíssimo, ou seja, Nele, e só Nele, cabe toda a perfeição, pureza e sabedoria, assim como misericórdia, poder e justiça, sem qualquer limite.
Todavia, como nós (e apenas nós, para além dos Anjos, graças a Ele), fomos feitos à Sua imagem e semelhança, sobretudo espiritualmente falando, também somos convidados a sermos santos, tal como (semelhantemente) Deus Filho e Deus Pai são Santos, como o próprio Senhor Jesus ensinou: "Sede Santos, como Eu e o Pai somos Santos"; isto é, devemos ser santos, ou justos, tanto quanto possível, exclusivamente à imagem e semelhança de Deus, por mais fracos e miseráveis que sejamos ou nos considermos, em virtude da nossa natureza pecadora e mortal.
Mas não desanimemos, por mais que caiamos, por mais graves que sejam as quedas, tal como o bebé que aprende a andar.
Sim, pecamos "sete vezes ao dia" (ou setenta), por mais e melhor que nos esforcemos, como aconteceu com todos os Bem-aventurados que, felizmente, já se encontam gozando da vista clara e presença gloriosa de Deus.
Para lá todos caminhamos, graças aos méritos infinitos da Sua Encarnação e Redenção, comuns a toda a Humanidade, a menos que nos auto-marginelizemos ou auto-excluamos, por nossa exclusiva culpa, devido ao livre-arbítrio, que também é um dom de Deus, tudo dependendo do bom ou mau uso que façamos dele.
Saudações para todos, em Jesus e Maria
JM

Anónimo disse...

Não há contradição nenhuma na Bíblia, pelo menos no que é importante.
Tenhamos em conta que a Revelação foi sendo feita conforme as capacidades do Povo de Deus, que começou sendo como uma criança e se fez adulto com os tempos.

Alun disse...

Estou a ver que as aulas que tive de catequese, comunhão, crisma, casamento e idas à Missa não me serviram para nada. Nunca me foi dado a entender que Deus era o Outro, o que está separado da criação. Sempre entendi que Deus estava em cada um de nós. Isto está a ficar realmente complicado.

Ver para crer disse...

Caro Alun:

Há quem pense que Deus e coisas criadas são a mesma coisa. O cristianismo fala num Criador de tudo, que por isso não se identifica com nenhuma das suas criaturas. Ele é o Outro o Diferente, o Albsoluto, Infinito, Eterno, etc..
Ele é também o Santo. Se alguém se aproxima d'Ele, se identifica com a Sua Vontade, então esse participa também de alguma maneira da Sua Santidade. Sem Ele somos apenas seres frágeis, sem bondade nem valor. Mas entendamos isto. ganhamos dignidade porque Ele assim o quis e se fez nosso Pai. E isto por amor, não por nosso mérito nem grandeza.
Diz o Salmista:
«Quando contemplo o firmamento, obra de vossos dedos, a lua e as estrelas que lá fixastes, pergunto-me:
5. Que é o homem para pensardes nele? Que são os filhos de Adão, para que vos ocupeis com eles?
6. Entretanto, vós o fizestes quase igual aos anjos, de glória e honra o coroastes.
7. Destes-lhe poder sobre as obras de vossas mãos, vós lhe submetestes todo o universo.
8. Rebanhos e gados, e até os animais bravios,
9. pássaros do céu e peixes do mar, tudo o que se move nas águas do oceano.
10. Ó Senhor, nosso Deus, como é glorioso o vosso nome em toda a terra!» (Salmo 8, 6 - 10)

Vítor Mácula disse...

Caro Ver para crer e restantes.

Por participação - execução existencial do Verbo.

Enfim...

Um abraço.

Anónimo disse...

BEM AVENTURADO SÃO OS QUE NÃO VÊEM MAIS CRÊEM. A FÉ É DOM DE DEUS, QUEM VÊ AO PAI VÊ O FILHO, NA BÍBLIA SÓ TEM ENSINAMENTOS BONS , DEUS NÃO QUER QUE NENHUM DE NÓS SE PERCA, MAIS QUE TODOS NÓS ALCANCEMOS A SALVAÇÃO, PORQUE O MUNDO É MAL. O MUNDO JAZ NO MALIGNO (DIABO) VEJA O MUNDO COMO ESTÁ, NINGUÉM ENTENDE MAIS NINGUÉM, UNS MATANDO, GUERRAS , PAI CONTRA FILHO , E VICE E VERSA, AMADOS SEM DEUS TE CHAMA NÃO REJEITE A SALVAÇÃO.