sábado, novembro 12, 2005

Desaparecido há 15 anos!

A notícia caiu de chofre:

«Um homem com cerca de 60 anos foi encontrado no concelho de Ansião, após ter estado desaparecido durante mais de 15 anos sem que a família alguma vez tivesse apresentado queixa, informou a GNR de Leiria. O homem, natural da zona de Gândara, Paredes (Porto), foi encontrado em Soeira, Torre de Vale de Todos, Ansião (Leiria), "com aspecto andrajoso". Contou que durante este tempo, per correu o País e a Europa a pé e à boleia. Já foi entregue à família».

As pessoas correm, correm e deixam para trás o mais importante: os seus familiares. A notícia acima vinha nos jornais de hoje: um homem saiu de casa há 15 anos e ninguém se incomodou a procurá-lo, ao menos dando conta disso às autoridades.
Que fizeste do teu irmão? - perguntar-nos-á um dia Deus, como fez a Caim. (Génesis 4, 9).
E diante d'Ele não há desculpas nem mentiras.

3 comentários:

carissimos disse...

Vi o comentário que deixou no meu blogue sobre este assunto e um facto que vem nos jornais de hoje.
Um homem que foi encontrado, depois de ter desaparecido há 15 anos.
As pessoas hoje não têm tempo nem pachora para os os outros!
Mas Deus nos pedirá contas, como refere o seu post.
Obrigado e até sempre!...

Surpreso disse...

Este acontecimento lembra-me o que Jesus disse sobre o nosso julgamento, quando morrermos. É pelas obras boas que fizemos ou deixámos de fazer que seremos acolhidos no Céu ou afastados para a Maldição Eterna.
Eis o tecto

Então o Rei dirá aos que estão à direita: - Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo,
porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era peregrino e me acolhestes;
nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim.
Perguntar-lhe-ão os justos: - Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber?
Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos?
Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar?
Responderá o Rei: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes.
Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: - Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos.
Porque tive fome e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber;
era peregrino e não me acolhestes; nu e não me vestistes; enfermo e na prisão e não me visitastes.
Também estes lhe perguntarão: - Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, peregrino, nu, enfermo, ou na prisão e não te socorremos?
E ele responderá: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer.
E estes irão para o castigo eterno, e os justos, para a vida eterna.
(Mateus 25, 34-46)

Ver para crer disse...

Engraçada a história colocada num post de carissimos.
Uma criança, duma cidade algures que teve de atirar uma pedra a um carro, para o dono parar e a vir ajudar a socorrer o seu irmão deficiente.
Ao que chegámos!