sexta-feira, outubro 07, 2005

A libertação do Karma

Paralelismo entre Budismo e Cristianismo

Encontrei este texto na internet que nos dá conta de algo muito parecido com a redenção cristã e deixo-o à consideração dos meus leitores:
«Como todo ser humano errou, erra e errará, considerando que se há de viver, em algum momento, as consequências de seus erros passados, presentes e futuros, como poderia um tal ser, por si mesmo, atingir a libertação? Seria impossível. E qual então o destino dos seres ignorantes que somos? Estaríamos fadados aos infernos? Sem dúvida sim, se dependêssemos só dos nossos próprios esforços e capacidades. Mas, por compaixão desses seres infernais que somos, o Buda Amida fez seu Voto de libertar todos os seres, sem distinção entre melhores e piores. Só aqui o Budismo atinge sua dimensão universal. A libertação através do Outro Poder é motivada pelas imperfeições da natureza humana e visa resgatar o homem comum, tal como ele é aqui e agora».

«Assim sendo, é o Buddha quem liberta o ser humano. E o Buddha o faz porque compreende, ainda melhor que nós mesmos, como somos limitados. O Buddha nos liberta porque somos errôneos, falhos, imperfeitos e não apesar disso. É porque somos tal como somos que necessitamos de ajuda. Quando não o admitimos, insuflamos o ego com suas pretensões e ocultamos de nós mesmos esta face inalienável de nosso ser, justo a mais verdadeira e própria — a nossa inesgotável ignorância».

3 comentários:

Anónimo disse...

Thanks for letting us post comments - very cool of you. I work online with my own home based business website. Check it out if you get the chance. Thanks again!

Clone de VER PARA CRER disse...

Este encontrar pontos comuns é que é verdadeiro ecumenismo.
Não deixamos de acreditar no que consideramos VERDADE, mas abrimo-nos à verdade dos outros e se não a aceitamos para guia das nossas vidas, aceitamos os que a professam.
Mariza

Anónimo disse...

Gostava de saber se todo o Budismo adere a esta doutrina da libertação por Buda.