terça-feira, novembro 18, 2008

Feitiçaria e quejandos


Muitas pessoas continuam a acreditar em bruxos e feiticeiros, em pleno século XXI. E devido a causas várias, tais práticas ganham relevo nas nossas sociedades modernas. É que, por mais que alguns digam o contrário, o homem é um ser espiritual e religioso, que acredita no sobrenatural e na intervenção de Deus ou de espíritos bons e maus na sua vida.
Feitiçaria designa a prática ou celebração de rituais, orações ou cultos com ou sem uso de amuletos ou talismãs (objectos ao qual são atribuídos poderes mágicos), por parte de adeptos do ocultismo com vista à obtenção de resultados, favores ou objectivos que, regra geral, não são da vontade de terceiros.
Sendo assim, esta prática vira-se contra terceiros e é considerada como uma forma de atentar contra a integridade física ou psicológica dos indivíduos ou das comunidades, ou contra os seus bens, sendo vista como perturbadora e mesmo prejudicial, pois tenta atingir objectivos ilícitos contra a vontade de terceiros.
Já o Antigo Testamento repudia frontalmente bruxarias e feitiçarias. Em Êxodo 22, 18, lê-se “Não permitirás que viva a feiticeira”. E S. Paulo entendia como “feiticeiro” aquele que praticava o intercâmbio com os demónios, que nos cultos pagãos eram tidos como deuses ou espíritos de mortos.
Um dos combates da Igreja foi sempre a bruxaria e feitiçaria. A conhecida Inquisição virava-se muitas vezes contra os que praticavam essas “artes”, umas vezes entregando à justiça dos soberanos os que eram acusados de tais práticas, outras vezes ilibando-os das acusações que os vizinhos ou outras pessoas lhes faziam. E, segundo consta, nos países onde não foi instituída a Inquisição, foram muitos os milhares de pessoas acusadas deste “ofício” e castigadas com a morte, em muito maior número e proporção das que foram condenadas pela referida instituição inquisitorial.
Há muita gente a ganhar a vida, explorando a crendice de incautos. Por isso há que estar de pé atrás e não recorrer a este género de pessoas para resolver problemas psíquicos ou de índole afectiva ou financeira. E também não se deixar influenciar psicologicamente por eventuais feitiços que lhes possam fazer. A confiança dum cristão deve ser depositada no poder de Deus, que é infinitamente mais forte que qualquer “espírito” ou feitiço.

22 comentários:

Anónimo disse...

Olá

Através deste email venho dar a minha opiniao acerca dum dos assuntos mencionados no vosso jornal

Eu sou cristão católico tentando ser o mais praticante possivel.
O vosso assunto mencionado acerca do qual quero falar tem a ver com feitiçaria e bruxaria.
Eu sou perfeitamente crente em tais coisas pois fui vitima quase ao ponto de morrer devido ao que me fizeram.
Nao sou hipocrita nem nego tais coisas, sou frontal, há quem negue tais coisas e recorre a elas para fazer mal aos outros, o que revela estrema falsidade querendo fazer passar os outros por parvos.
A igreja ainda hoje tem graves defeitos como é sabido em que alguns sao bem notados, lamento a falta de coragem de algumas pessoas ligadas á igreja para enfrentar tais problemas. Nao se pode amar a DEUS e a quem é do mal. È verdade que todos temos tentações, e do pior que pode haver é aquelas pessoas que vão á missa e são puramente maldosas que fazem feitiçaria aos outros, esta é uma realidade que existe por muitos sitios e nos nossos dias.
Tenho vizinhos meus que se fazem cordeiros e sao lobos com pele de cordeiro, já cá morreu gente há custa de tal gente má.
As doenças muitas delas sao de origem espiritual, exceptuando as doenças infecto contagiosas.
Desafio quem ler este e-mail a ler o livro "O poder da estola nas mãos do Padre Humberto Gama" para se aperceber mais das doenças espirituais. Está muita gente nos hospitais á conta de maldades de feitiçaria e outras mais ligadas á inveja como por exemplo o mau olhado. À coisas que perturbam a vida de outros, Jesus como se sabe quer-nos ver alegres, mas há gente que tem um sorriso falso e de má fé.

Assim como nossa Sra de Fátima apareceu aos pastorinhos, há pessoas videntes que tem o dom de curar pessoas que sofrem de feitiçaria bruxaria, que sao guiadas por nossa Sra e outros Santos alguns nem sequer reconhecidos pela igreja Católica.
Note-se que esses videntes teem capacidades que nem a grande maioria dos padres tem. Há padres bons e maus, há padres que acreditam e outros que nao acreditam etc etc.
Note-se que nossa Sra de Fátima apareceu aos pastorinhos e não a um padre ou bispo. Os videntes muitos deles quando sao os bons e verdadeiros, sao encaminhados a fazer o bem por DEUS. Na igreja a influencia é mais com base no pensar do homem e não tanto por Deus.

Assim como as pessoas sao diferentes de umas para as outras também há pessoas a quem Deus deu o dom da vidência. Este dom quando é bem aproveitado serve para ajudar as pessoas que sofrem de várias doenças.
Se não acreditam em doenças espirituais leia em Lucas Cap 13 Uma mulher curada a um Sábado.

Assim como quando sofremos, o que nos fortalece a fé, recorremos a Santos, Nossa Sra de Fátima, Jesus etc para nos aliviar do nosso sofrimento, digo-vos que esse sofrimento muitas das vezes é de origem espiritual.

Esse sofrimento muitas das vezes é provocado por pessoas que não sao almas de Deus, sao almas do d....
Nesse sofrimento, assim como quem sofre recorre através da fé a Deus e a quem a ele está relacionado para se livrar dele, quem o provoca recorre a feitiçarias e bruxarias invocando espiritos malignos para atentar pessoas por causa de invejas e vinganças.
Sabe-se que entre o cálice e a óstia dá para pedir coisas para o bem e para o mal.

As feitiçarias são como a electricidade, não se vêm e tem uma força do caraças (isto uma frase de um colega meu que nunca vou esquecer). Quem quiser ve para crer pode gemer.
No meio disto há pessoas mais infleuntes e atritas a tais sofrimento que outras. Há pessoas maldosas que pouco ou nada lhe acontece, excepto á sua honra e dignidade.

Há quem vá á missa, dê graxa aos padres e ande em feitiçarias a fazer mal aos outros. È incrivel o atrevimento de tais pessoas. Muitas dessas tem uma lábia refinidada e a quem fazem o mal andam de volta delas a "ajudálas" e a perguntar o que é que precisam quando o mal vem de tal gente falsa. Elas espalham o veneno e depois querem ver a reação. Muitas das vezes a salvação das pessoas que sofrem de feitiçaria sao os bons videntes. Atenção que videntes não sao bruxos. Bruxos e feiticeiros sao quem faz o mal. No meio de isto tudo é verdade que há muita aldrabicie e aproveitamento de falsos videntes.

Jesus manifestou-se e revoltou-se em certas ocasioes aquando da sua passagem pela terra, Ele sabe que há muita falsidade dentro da própria igreja. Poucos padres acreditam ou aceitam através dos seus poderes ajudar quem sofre de doenças espirituais, Jesus curou pessoas através da fé que tinham Nele. Não podemos ignorar que existem pessoas na terra a quem Deus deu poderes que podem ser aproveitados para o bem e da valorização da fé da humanidade. Os Pastorinhos sao entre muitos alguns desses exemplos.

Voltando atrás em relação á passagem de Jesus citada em Lucas 13, uma mulher curada a um sábado, note-se que as influencias dos espiritos negativos nao tem a ver somente com doenças mas também com outras situações da nossa vida.
Há gente qe vai á missa só para ser bem vista pelos outros e andam com falsidades a prejudicar os outros, na minha opiniao mais vale nao ir á missa.

È assim as feitiçarias tem muito que se lhe diga como se sabe, infelizmente pessoas que tenham passado pelas Africas, Venezuela e Brasil quando querem fazer mal a outras pessoas recorrem a tais artes. Tais pessoas revela cobardia e fraqueza de espirito, sabe-se que o feitiço se vira contra o feiticeiro e que muitas das vezes quem faz o mal acaba por também sofrer dele.

Eu tenho uma oipiniao muito firme acerca do que acredito e fiz uma aposta com um médico e ele perdeu, assim como a minha médica de familia acredita também em tais coisas.

Espero que nao tenham ficado aborrecidos com este email, simplesmente quis ser frontal e expr o que tem a ver com a minha experiencia.

Quem quiser pode consultar sites da net acerca de tasi artes, mas que nao caia na tentação de fazer mal ou brincar com tais coisas, pois o feitiço vira-se contra o feiticeiro.

Muitas das vezes o sofrimento é a separação dos bons dos maus.
Isto tem muito mais que se lhe diga mas fico por aqui.

È tudo
Adeus
Saude

Ver para crer disse...

Caro amigo anónimo:

Não nego o efeito malévolo das feitiçarias e quejandos.
Trazem problemas aos que se deixam levar por isso e mesmo a terceiros que são metidos nisso, sem quererem.
Conheço uma família que teve grandes problemas porque a bruxa disse a alguém que era a vizinha que lhe estava a criar o problema de que padecia. Ora, logo por sorte, no lugar só havia uma vizinha. Era pois ela a culpada da doença da rapariga que foi à bruxa.
Se era culpada, há que acusá-la. Zangaram-se, foram para tribunal, nada se provou. Mas as duas famílias do lugar passaram a odiar-se.
Feitiçarias, bruxarias e coisas parecidas só criam problemas. Há que desmascarar essa gente.
E "livra nos, Domine!"
Um abraço.

Zeferino disse...

Vai abrir de novo a caça às bruxas.
Já não era sem tempo.

Anónimo disse...

Olá boa noite

Antes de mais obrigado pela resposta.
È assim, desculpe lá, você está a fazer a mistura entre videntes e bruxas como se fosse a mesma coisa, o que não são. Bruxas e feiticeiras sao quem faz o mal, videntes sao pessoas que por intermedio da fé em Deus ajudam a que as pessoas se curem. Eu acredito em milagres e tenho fé em Jesus. As pessoas que sao videntes nao dizem quem faz o mal a quem sofre para se evitar vinganças.
Estou de acordo quando você diz que as pessoas que fazem bruxarias devem ser desmacaradas, mas também do meu lado penso em que elas devem perdoadas e que a justiça que deve actuar perante elas é a divina e nao a terrestre, pois como se sabe sao coisas dificeis de provar. Jesus também pediu ao Pai para perdoar a quem lhe fez mal, pois nao sabiam o que estavam a fazer.
Sei que nem toda a gente tem a frontalidade para enfrentar tais coisas, há gente de estrema falsidade que faz com que os outros nao acreditem em tal coisa para nao se livrarem do modo correcto do mal que sofrem.
Eu gosto de ver o jornal "O Amigo do Povo" e serve para nos ajudar a reflectir de situações do dia a dia.
As misturas entre bruxas e videntes sao identicas ás misturas que existem na religiao cristã.
A verdadeira religiao é a Crista Catolica, as outras, algumas aproveitam-se da imagem de Jesus para enganar as pessoas trazendo-as enganadas na sua maneira de pensar, umas mais outras menos como se sabe.
Em relação ás bruxas que enganam as pessoas, essas sao as que se aproveitam do sofrimento delas e enganam-as também se for preciso assim como as fazem andar perdidas e levando-lhes dinheiro.
Jesus curou pessoas sem levar dinheiro, e as pessoas boas que curam nao exigem dinheiro a ninguém. Cada um dá o que quer.

Eu tenho uma fé enorme, apesar de nao negar que também tenha falhas.
Acho que é preciso no meio disto tudo é ser coerente e de principios correctos, quem recorre a feitiçarias para atingir objectivos proprios e de prejudicar os outros sao pessoas de uma hipocrisia que só Deus sabe.
Há pessoas que falam bem pela frente e fazem o mal por trás, parece que sao amigas do coração e sao do mais traidor que há.

Eu parto dum principio em que nos devemos prevenir perante as pessoas que sao de má fé e que fazem bruxarias e feitiçarias para fazer mal aos outros.
Sabe-se que há gente que vai á missa e que se aproveita da imagem de Jesus etc etc para se fazerem lindos e sao duma consciencia pesada pelo mal que fazem aos outros.

Nao sei se Senhor é Padre ou não, o que sei é que caso o seja tenham coragem como alguns Padres que conheço o tem de chamar a atenção das pessoas para a consciencia delas em relação a tais coisas.

Acredite que Deus deu poderes a pessoas sem serem padres, bispos ou mesmo o Papa, em que essas pessoas sao muito á imagem daquilo que Deus quer. Dou mais uma vez o exemplo dos Pastorinhos como videntes e em que já houve curas por intermedio da crença em Nossa Sra de Fátima e dos Pastorinhos. Em relação ao nosso anterior Papa João Paulo II também acredito que pela sua Santidade também já tivessem havido curas e milagres.

Existem provas que Deus é Grande, essas provas muitas das vezes tem a ver com a fé das pessoas e por elas merecerem aquilo que Deus nos dá. Há casos como se sabe em que o sofrimento aumenta a fé.


Agora virando mais para o meu lado e da minha experiencia pessoal, em relação a quem me faz o mal, sao uma familia de irmaos que sao falsos entre eles quanto mais para os de fora. Dao muita graxa ao padre, um deles disse a celebraçao da palavra e foi "excomungado". Eles recorreram a feitiçarias com uma amarração para que me casasse com a filha, aquilo é gente reica mas nao sao ricas pessoas. Viveram e ainda vivem da vigarice. Deus é grande como se costuma dizer. A eles nao acontece nada, sao almas do d... a fazer o mal, mas parecem santos como era de esperar. Já cá morreu gente na terra á conta deles, assim como também eles sao a causa de muitas infelicidades nalgumas familias de pessoas de boa fé. Infelizmente como se sabe, assim como na politica, os que sao muito ambiciosos poucos sao sérios e há gente que passa por cima dos outros para atingir os seus objectivos sem olhar a meios. Tais pessoas só pensam nos valores materias e nao pensao na sua dignidade e espiritualidade, ou seja nao se preocupam com a sua honra e dignidade.

Estou de acordo que Deus através do seu filho Jesus, aquando da sua passagem pela Terra, deu exemplos que estão na Biblia que nos devem servir de referencia ao nosso modo de viver para que sejamos todos felizes.
Mas infelizmente o pensar e a fé não é igual entre todos, assim como a consciencia de cada um.
Há pessoas de boa fé sem serem "praticantes" de ir á missa. Essas pessoas sao mais dignas que aquelas que vao á missa e fazem bruxarias e feitiçarias, pois há quem aproveite o momento entre o cálice e a óstia para fazer mal a outros dentro de lugares sagrados assim como há quem faça bruxarias e feitiçarias com água benta roubada nas igrejas.

Nao me vou alongar mutio mais, tenho fé em que a Justiça divina é que funcionará perante tais injustiças e infelicidades oriundas da hipocrisia de quem recorre a artes diabólicas para fazer mal aos outros.

Deus vai pondo a mão nalguns inocentes e tristes dos que nao acreditam que sofrem de tais artes diabólicas, mas quem semeia o mal também o colhe para ele, ou seja o feitiço vira-se contra o feiticeiro. Tenho provas disso e Deus nos livre de tal gente maldosa. Costumo dizer que a culpa do mal que vê no mundo é das pessoas e nao dos animais, assim como digo que há pessoas que andam a enganar-se a si proprias e nao meio mundo a enganar meio mundo. Fico por aqui....


Mais uma vez me despeço
Adeus
Saude

Ver para crer disse...

Caro amigo anónimo:

Segundo enciclopédias que consultei, a palavra Bruxaria designa as faculdades de uma pessoa, que geralmente se utiliza de ritos mágicos, com intenção maligna - a magia negra - ou com intenção benigna - a magia branca. É também utilizada como sinónimo de curandeirismo e prática de adivinhação, bem como de feitiçaria.

Feiticeiro seria aquele que realiza feitiços, seja ele bruxo ou não, e feitiço, o género de magia cujo objectivo é interferir no estado mental, astral, físico e/ou na percepção que outra pessoa tem da realidade. A magia, por sua vez, é o uso de forças, entidades e/ou "energias" não pertencentes ao plano físico para nele interferir.

Vidente é a pessoa que consegue penetrar no pensamento ou desejos da pessoa. Pode mesmo prever o futuro.

Vidente também se pode referir a alguém que foi bafejado com a aparição de Cristo, Deus ou um santo ou demónio.

Sou padre e sei que há muitas pessoas que acreditam piamente em tudo isto. Eu já vi muitas pessoas que primeiro foram ter com uma ou um bruxo e depois se viram em palpos de aranha. Já recebi até pessoas que recoreram a um padre porque a bruxa não sabendo o que lhes fazer as mandou para um padre.

A minha experiência diz-me que bruxos, feiticeiros e videntes fazem mais mal que bem. Mas há quem seja facilmente sugestionado e por isso até pode sentir melhoras depois de uma conversa ou rito com essas pessoas.

O meu conselho é recorrer aos médicos, à oração e, em último caso, a um sacerdote.

Tenho pouco tempo livre mas já ajudei nesse aspecto muitas pessoas. Mas não aceito nada em troca. Digo mesmo às pessoas que quem lhes leva dinheiro é porque não faz isso por Deus.

Um abraço amigo.

Ver para crer disse...

Os comentários afixados aqui foram-me enviados por e-mail por alguém que se identificou.Aqui pu-los como anónimos.
Trouxe-os para aqui porque podem ajudar outras pessoas.
Se fossem anónimos não os valorizava, dando-lhes resposta.
Se quiser comentar, não se acanhe. É de graça e não dói nada!...

Em contra-corrente disse...

Num tempo de tanta instabilidade económica, espiritual e de outras espécies, vamos ter um aumento de doenças psíquicas e isto vai ser terreno fértil para esta gente que se dedica a enganar o próximo.
Não acredito em bruxarias nem em outras coisas da mesma espécie, mas sei que há muitas mentes facas que se deixam levar.
Médicos, oração e fé são os melhores remédios contra isso. Mas há quem goste de se deixar enganar!...

osátiro disse...

Bruxaria parece existir na Índia! (Foi só para ligar o tema).
500 Cristãos assassinados só no Estado de Orissa, desde Agosto.

Proponho enviar emails para o "Chief-Minister" de Orissa ( de um partido fundamentalista Hindú), pedindo STOP nos crimes contra os Cristãos.
Email:


csori@ori.nic.in

Bem-haja

joaquim disse...

É realmente preciso denunciar essas práticas porque elas são maléficas e quando se introduzem numa familia deixam sempre rasto, porque as pessoas são muito fácilmente sugestionáveis.

Não se devem desvalorizar, mas também não se lhes deve dar a importância que não têm.

Quem vive em comunhão com Cristo, em Igreja, não tem que temer.

Oração, muita oração e conselhos de quem sabe, como alguns sacerdotes.

Abraço amigo em Cristo

Anónimo disse...

Olá
Espero que seja corajoso, sendo servo de Jesus que o seja.
È assim, você e mais pessoas está de acordo que se denuncie quem esteja envolvido nas artes diabólicas, nisto estamos de acordo.
Mas penso que sei mais disto que você em relação á cura dos efeitos das artes diabólicas, não se vai pelos médicos para curar os efeitos delas, acredite em mim. Os médicos podem dar remédios, atenuar os efeitos etc etc mas nao livram as pessoas de tais sofrimentos. O unico Doutor que cura tudo, como se costuma dizer, é o Doutor Torrao, mas esse já vem tarde de mais.
Tais artes nao sao curadas pelos médicos, eles trocam os pés pelas maos e as maos pelos pés para darem com o mal e o solucionar sem o conseguirem
Tenho conhecimento de uma Sra que sofria de problemas da cabeça, esteve internada em Frankfurt na Alemanha e os médicos lá disseram á Sra para ir a outro lado que o mal dela não era de médico, fizeram-lhe todos os exames possiveis á cabeça.
O Sr Padre se tiver conhecimento com mais pessoas que tenham passado por elas como eu, e que essas pessoas estejam dispostas a testemunhar o que se passou com elas, então o Sr irá saber mais que o que sabe e ver que afinal isto tem mais que o que se diga que o Sr pensa.
Há pessoas muito bem vestidas, muito bem falantes com um paleio muito refinado, que se fazem passar por santos e lindos mas são uns apoquentadores e servos do demonio para fazer sofrer outras pessoas.
Normalmente os males começam por um dos sete pecados mortais, a inveja, outras vezes por vinganças.
Tal gente fraca recorre a feiticeiras ou a trabalhar com livros como os do Sao Cipriano para fazer mal aos outros.
Depois a quem sao dirigidas as itenções malinosas surgem azares na vida, doenças etc etc.
Há gente cobarde e falsa que ajuda ns igrejas e faz feitiçarias, alguns fazem passar os outros por parvos e pensao que nao tem de dar contas a Deus pelo mal que fazem aos outros por recorrerem a tais artes.
È assim Sr Padre, acredite nos bons testemunhos dos que já passaram por si.
Eu tenho aqui gente na terra que anda na missa só para se fazerem lindos e ganharem a confiança dos outros, e depois fazem-lhe mal com tais artes diabolicas ocultas. A tal gente nao acontece nada, sao almas do d...., nao sao de Deus. A unica coisa que lhes acontece é só no que se refere á honra e dignidade deles.

Peço ao Sr Padre que incentive outros colegas seus a denunciar e apelar a consciencia das pessoas que vão á missa, que terão de dar contas a Deus pelas maldades que fazem recorrendo a tais artes.
Note-se que os males nao veem só das feitiçarias e bruxarias, há outros males por vezes faceis de testemunhar e de apurar factos. Há pessoas maldosas e que fazem mal por vinganças etc etc sem recorrer a artes diabolicas e que dao a cara se for preciso pelo mal que fazem, mas também há os tais cobardes que pagam ás feiticeiras como atrás referimos.

Nao quero incomodar mais o Sr Padre mas epero que tenha aprendido mais um pouco, e Deus nos livre de quem nos fala bem e nos quer mal.

Que Deus nos proteja de tal gente.

Ver para crer disse...

Caro Amigo:

Quanto a conhecimentos sobre o malefício das artes de bruxaria e afins, os meus baseiam-se nas experiências que colhi de muitas dezenas de casos que vieram ter comigo. Os seus foram colhidos essencialmente da sua vivência pessoal e, por isso mesmo, são únicos e incomparáveis. "Só quem passa por elas é que sabe" - diz o povo e com razão.
O primeiro caso que me apareceu foi o de uma rapariga duns 20 e poucos anos que veio de táxi de uns 30 quilómetros e me disse que a "santinha" do Chelo a tinha mandado para mim, pois só eu a podia curar. Vim a saber que essa rapariga tinha transtornos graves do foro psíquico e em vez de ir ao médico especialista foi à bruxa umas poucas de vezes e fazia lá diabruras. Esse deve ter sido o motivo por que a bruxa se quis livrar dela e a mandou para o pároco duma freguesia que ela só conhecia decerto por algum cliente.
Depois da tal rapariga me contar isso e os distúrbios psíquicos que às vezes tinha, entre os quais o de andar despida pelas ruas, sem saber o que fazia, disse-lhe que se ela fizesse o que eu lhe mandasse, ela se iria curar. Ela disse-me que sim.
Então dei-lhe a direcção dum especialista de psiquiatra que eu conhecia e o número de telefone do consultório. Recalcitrou que já tinha ido a um médico e que nada lhe tinha valido.
Disse-lhe que esse era mesmo o melhor médico português da especialidade - eu mesmo o conhecia - e que se fosse preciso eu pagava a consulta.
Foi ao médico e daí a uns quinze dias estava muito melhor. Um mês ou dois depois encontrei-a na rua em Figueiró dos Vinhos e perguntei-lhe como ia ela. Disse-me que estava para ir a minha casa - eu morava nessa vila - para me agradecer. Contou-me que só lhe fazia impressão as pessoas lá na aldeia olharem muito para ela quando a viam.
Senti que era preciso afastá-la da aldeia por algum tempo e perguntei-lhe se não tinha hipótese de sair dali. Afinal isso foi possível e nunca mais a vi. Mas penso que se curou mesmo.

Conto este caso, como podia contar muitos outros, para ver que estas coisas de doenças têm de ser tratadas por especialistas e não se curam doutra maneira. E muitas doenças do foro psíquico são atribuídas ao demónio mas têm outra explicação.
Uma pessoa muito sensível pode ter grandes problemas se acreditar em bruxarias.
Um abraço amigo

Anónimo disse...

Olá

Vejo que o Sr ainda mistura videntes com bruxas, não leve a mal.
Pelo que sei todos os padres têm o dom de praticar o exorcismo, mas como é uma coisa mal vista poucos tem a coragem de o exercer.
Pelos comportamentos dessa pessoa que passou por si, provavelmente ela precisava de ser exorcisada.
Um padre é um anunciante seguidor de Jesus, Jesus libertou pessoas possessas de demonios, está na Biblia, é só ler. O padre Humberto Gama faz exorcismo, leia um dos livros deles, o tal que lhe recomendei.
Há videntes que fazem exorcismo, é do mais incrivel que se pode ver, pessoas fracas de corpo que sao dificeis de segurar. Eu já vi e digo-lhe que é arrepiante...
È assim Sr padre nao interpreta videntes videntes como sendo bruxas, está a agir mal sem querer.
Bruxas e feiticeiras sao as do mal. Mas também há falsos videntes que tentam e nalguns casos conseguem enganar as pessoas, a partir do momento em que exeigem dinheiro é de pôr o pé atrás.


O Sr padre insiste que as pessoas em situações idênticas devem ser curadas em especialistas da área da psiquiatria, nalguns casos pode haver sucesso, mas noutros só um bom vidente ou exorcista alcança sucesso.
Note que o próprio Santo Papa Joao Paulo II recorreu ao Padre Humberto Gama para fazer exorcismo a uma criança, está num livro dele. Pareceu-me haver humildade no Santo Padre a recorrer ao Padre Humberto Gama.

Nao nego o que acredito e Jesus cura-nos também através da nossa fé.
Sou um "curioso" da Biblia e acredito nas passagens dela, a Biblia convida a reflectir e anunciar as benfeituras de Jesus, mas nem toda a gente tem coragem para tal. O que é de médico é de médico, mas há coisas que não são e andar neles é tempo perdido.
Pelo Sr Padre quem passou por si em recorrência ao seu atendimento tem de se ter em conta a fé de cada um deles, Deus protege e ilumina o caminho de quem é de boa fé e acredita nele.
O próprio Einstein nos ultimos tempos da sua vida já acreditava em algo transcendente á sua visão, em Deus. Deus nos livre dos que acreditam em Deus, nao respeitam e fazem mal aos outros e pensam que se salvam. Temos de ter fé e ser firme, essa firmeza de carácter nao é igual entre todas as pessoas quanto ao acreditar em nela. Jesus curou pessoas através da fé delas, em que outros ao assistirem ficaram incrédulos e pasmados com tais benfeituras de Jesus.
Há videntes a quem Jesus deu poder de curar, disso não duvide, nao os confunda com bruxas ou bruxos.

Costuma-se dizer que a verdade vem ao de cimo como o aseite na água e é verdade.

Para finalizar convido-o a ver o link do jornal "Jornal de Leiria", http://www.jornaldeleiria.pt/portal/index.php?id=2486, também pode ler nas páginas do Jornal do dia 20 Novembro de 2008.


Estamos sempre a aprender uns com os outros e que se aprende com os de boa fé.
Adeus
saude

Ver para crer disse...

Caro Amigo:
Boa tarde.
Fala no Padre Humberto Gama. A igreja não aceita as práticas dele e retirou-o do ministério. Como é que o Santo Padre recorreria às práticas do Padre Gama para fazer um exorcismo a uma criança?
Devemos ser crentes mas não crédulos. Ele precisa de dar crédito ao que faz e chamar clientes. Por isso escreve livros e procura aparecer nos meios de comunicação. As práticas dele são como as de um bruxo.

Continuo a afirmar que a Bíblia condena todas as práticas de adivinhação, bruxaria,etc..
“Não se achará no meio de ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz estas coisas é abominável ao Senhor, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti Perfeito serás para com o Senhor teu Deus.” (Deuteronómio 18:10-13)

Muitos bruxos fazem-se passar por videntes e muitos que chama de videntes exercem bruxaria. Esta é uma opinião que a experiência me ensinou.
Também ainda não encontrei necessidade de recorrer a exorcismos para curar um doente.
E são já muitos os que se sentiram curados depois de uma conversa comigo.
O poder da oração é infinito, creia.
Um abraço amigo.

Anónimo disse...

Olá

Veja este link
http://www.correiodamanha.pt/noticia.aspx?contentid=B1D1C995-EDEF-4B59-865F-6AE530CB2080&channelid=00000010-0000-0000-0000-000000000010
A noticia é a seguinte
23 Novembro 2008 - 00h30
Oculto: CM assistiu às consultas no dia em que o Bruxo de Fafe abriu a área de internamento
"Trabalho com o bem"
Sónia, de 17 anos, é uma das mais novas pacientes de Fernando Nogueira, o Bruxo de Fafe. "Foi vítima de uma amarração para a separar do namorado e chegou aqui quase morta", explicou o bruxo ao CM depois de mais uma sessão com a jovem. Assim que lhe tocou na testa, Sónia caiu, foi deitada no chão, revirou os olhos, o corpo tremeu e depois chorou compulsivamente com o crucifixo encostado à cabeça, até que acalmou.




Este ritual repetiu-se ontem com outras pessoas, no dia em que o bruxo abriu uma área de internamento com sete camas na sua casa, em Fafe. Por lá passaram mais de cem crentes nos poderes do Bruxo de Fafe. São oriundos de vários locais do País e entregam nas mãos de Fernando Nogueira a cura para os mais diversos problemas, quando não as obtêm na medicina.

"A Sónia fez exames a tudo e não tinha nada. Não comia e tentou suicidar-se duas vezes. Agora está muito melhor", afirmou ao CM a mãe da jovem. "Os médicos até me deram a entender que ela tinha outro tipo de problemas e foi quando vim aqui", disse a mãe de Sónia. "Ela vai ficar bem e fica bem também com o namorado", garantiu Fernando Nogueira.

Os clientes do bruxo afirmam que não têm de pagar as consultas, apenas os tratamentos. "Se me derem dinheiro, aceito", ressalva Fernando Nogueira, que transformou o casarão em Fafe num Centro de Ciências Ocultas, agora ampliado para tratamentos de longa duração até 72 horas.

Na casa há santos, cruzes e vários símbolos cristãos, misturados com fotografias, recortes de jornais e ainda um memorial com agradecimentos dos clientes. "Eu não trabalho com o mal nem para o mal", repete Fernando Nogueira, sempre que fala. Os clientes ouvem e concordam. "Estou vivo graças a este homem", afirmou Álvaro, o mais idoso do grupo.

"PRAGA ROGADA POR UM FAMILIAR"

"Deixa-me!", gritava Olga repetidamente, deitada também no chão. Mostrou ter uma força superior à sua forma física e riu-se na casa do Bruxo de Fafe. "Incorporou uma pessoa de família que lhe quer mal", esclarece Fernando Nogueira. O marido de Olga ouve a mulher dizer o nome dessa familiar e não tem dúvidas. "É essa filha da p..."., afirma.

"SÓ PAGAM OS TRATAMENTOS" (Fernando Nogueira, Bruxo de Fafe)

Correio da Manhã – Por que resolveu abrir o internamento?

Fernando Nogueira – Porque tenho pessoas que precisam de ficar mais tempo em tratamento e não quero que fiquem deitadas no chão. Quero dar-lhes melhores condições.

– E têm de pagar?

– Não. Só pagam os tratamentos e se puderem pagar. O internamento não é pago. As pessoas podem ficar nas camas para recuperar das sessões ou para os internamentos, que podem ser até 72 horas. Ficam sempre acompanhadas por um familiar.

– Em que consistem alguns desses tratamentos?

– Muitas orações e fé. Também há os banhos com águas de várias essências que fabrico de acordo com o mal que têm.

Ver para crer disse...

Caro Amigo:

Já tinha lido isso no "Correio da Manhã" e até estive para lho mandar. Mas mais uma vez estamos em perfeito desacordo.
Para mim isso só prova a exploração que cada vez mais se faz dos problemas das pessoas por parte dos bruxos e afins. Agora até com área de internamento.
A Bíblia é contra esta prática. E a Igreja também. Disso estou certo.
Rezar é uma coisa. Dizer às pessoas que têm espíritos malignos ou que são vítimas de invejas ou amarrações de outros é ludíbrio.
Se os padres quisessem usar esses meios não teriam falta de clientela. Mas seria enganar e explorar a boa fé dos simples.
Um abraço

Odete Santos disse...

Amarrações, quebrantos e quejandos. Tudo isto faz muito mal às pessoas. E creio bem que se trata de coisas que não existem na realidade mas só na subjectibidade das pessoas susgestionáveis.

Anónimo disse...

Boa Noite

Os espiritos malignos fazem mal ás pessoas, acredite que é verdade.
As amarrações também. Tenho pena de o Sr padre nao acreditar como eu. Conheço padres que acreitam como eu.
Já me senti mais morto que vivo como o que me fizeram. Tomei remédios que nada me valeram e agora GRAÇAS A DEUS estou cá para testemunhar contras tais artes diabólicas e contra quem recorre a elas para fazer mal aos outros.

Separe definitivamente bruxos de videntes, vejo infelizmente que os confunde.
Já assisti a missas em que um Sr Padre já de idade falava em videntes e acredita no poderes das rezas deles, acredite também. Eu apareci no seu caminho para lhe ensinar algo em que deve acreditar. A minha médica de familia acredita, um médico com quem fiz uma aposta e ele perdeu também já acredita.

Tenho uma fé muito forte, disso não duvide. Se o Sr Padre nao acredite em videntes, desculpe a opimiao, teoricamente também nao devia acreditar em Fátima e nos Pastorinhos.

Nem todos os padres dizem um bom sermão na missa, já me disseram que eu devia ir para padre, pois muita gente sabe da minha fé e da minha coragem.

Vejo que o Sr Padre vai muito só pela teoria e por recomendações, tente investigar mais. Acredita que as artes diabólicas são como a electricidade, não se vê mas tem uma força do caraças. Não ponha tais artes á prova, assim como não tente agarrar-se a um cabo eléctrico.

Garanto-lhe que assim como os Pastorinhos, também há videntes que estão mais próximos de Deus que muitos padres, bispos e até o próprio Papa. Pode fazer-lhe confusão, mas pode ser que com o tempo acredite como eu.

Se o Sr Padre tiver tempo investigue, é o conselho que lhe dou, depois diga-me o que concluiu.

Assim como há várias religioes baseadas em Jesus Cristo, mesmo dentro da Religião verdadeira a Católica há divergências, por isso não admira a opinião do Sr Padre, mas acredite em mim que irá ver as coisas de outra maneira.

Adeus

Ver para crer disse...

Caro Amigo:

Bom dia.
Não vale a pena continuar o diálogo pois as posições estão extremadas.
Acredito na acção do demónio mas as dezenas largas de casos que me foram expostos por pessoas afectadas nada tinham a ver com isso. E muitos foram curados porque acreditaram em mim e não nos "videntes" de que fala.
Um dia a acção de um rapaz duns 16 ou 17 anos intrigou-me. Por vezes saía dele uma força que derrubava objectos que estavam perto dele. Falei com um psiquiatra amigo e muito católico - o Dr. Keeting de Coimbra. Disse-me que já lhe tinham aparecido casos idênticos. Que lho mandasse que o curava. E assim foi. Os remédios que lhe receitou curaram-no e bem depressa. Há dias apareceu-me alguém a dizer que lhe acontecia o mesmo. Mandei-o consultar também um psiquiatra. Não sei ainda o resultado.
A parapsicologia tem estudado casos idênticos. E diz que é uma força parecida à da levitação e mesmo ao hipnotismo.
Como lhe disse, não encontrei ainda casos que possa atribuir ao demónio. Os meus colegas dizem o mesmo. Casos agravados por idas a bruxos ou "videntes", encontramos muitos. Casas arruinadas economicamente por isso mesmo também não faltam.
Se encontrou a cura nesses "videntes", ainda bem. Mas aconselho-o a não abusar disso, se não nunca mais ficará cem por centro imune.
Um abraço.

Anónimo disse...

Caro amigo, sabe-se que a bruxaria é bem mais antiga que a igreja católica.
E que muitos foram mortos em nome de Deus.
Sua energia esta ligada a seus sentimento, pense positivo e suas vibrações irão atrair o bem e te proteger do mal.
Tudo que é feito para o bem é valido.
Sou espirita para a maioria bruxo e macumbeiro, mais nunca perdi tempo fazendo o mal para ninguem.
Que Deus ilimine seus pensamento e te saúde e páz.

Anónimo disse...

Sr Padre

Boa Noite

È assim, Deus está acima de tudo, disso não duvide.
A ciêcncia é uma coisa, a religião é outra e eu sei delimitálas. A minha formação tem a ver com ciência e tecnologia, a sua penso que só tem a ver com a religião.
Há um Padre professor na área da Fisica que uma vez deu uma entrevista na Revista Publica que faz parte o Jornal "O Publico".
Acho que se o Sr Padre lê-se a entrevista desse servo de Deus como você é seria mais uma maneira de você acreditar também no que acredito.
Sei que tenho razao, embora o Sr Padre me pareça pensar que não.
Também acredito em hipnoses, parpsicologia etc, mas desde já lhe digo que também há burlões nessa área, dizem que tiraram cursos no estrangeiro assim e assado e também são aldrabões. Não estou a dizer que é o caso desse ou desses conhecidos seus.
A Deus nada é impossivel como sabe, e sinto a força Dele para lhe mostrar a verdade, caso a aceite é óbvio. Mas mais tarde ou mais cedo sei que me vai dar razão.
È assim, se você aceita a parasicologia tenha em conta que o Padre Humberto Gama tem conhecimentos nessa área, não pense erradamente em relação ao modo como ele exerce.
Assim como o Sr Padre mistura "videntes" com bruxos(as) como se fossem todos o mesmo, tente então primeiro saber separálos definitivamente para depois ficar mais esclarecido e a entender o que ainda nao entende.

Pelo que o Sr Padre já me falou, entendo que tenha um dom também para curar em que as sua fé e rezas também contam, mas parece-me que o Sr Padre não sabe bem explicar essa sua capacidade, pois como disse atrás falta-lhe entender mais que o que entende. Isto tem a ver com casos em que não acredita na intervenção do demónio em que há pessoas possessas dele com maus comportamentos.

Sr Padre, não sei se acredita ou não no Doutor Sousa Martins, um dos guias de muitos videntes.
Se tiver tempo vá ver o jazigo dele, ver o museu dele e consultar documentos a testemunhar as capacidades de um Homem de estrema bondade. Se não acredita no São Doutor Sousa Martins é capaz de ser mais uma intrigante confusão para si para aceitar tais coisas, as quais em que eu acredito.

Lembre-se que Jesus obedeceu ás ordens do Pai e que disse que faça-se segundo a vontade do seu Pai.
Jesus, ele próprio também ficou espantado com os saberes que Deus deu a pessoas sem serem a Doutores, por isso um dos exemplos os Pastorinhos. Mas há mais graças a Deus.

È complexo este mundo da religião e da fé, ás vezes é preciso sofrer para termos a fé devida, com tal Deus em muitos casos ilumina o caminho de quem lhe tem muito amor. Jesus amado filho de Deus foi um exemplo para a Humanidade, Ele fez milagres perante multidões em que curou quem tinha fé nele, entre as multidões havia quem não tinha fé e que fosse de Jesus a capacidade para curar a quem Jesus curou.
Sr Padre, poder que Jesus teve em curar, também há quem o tenha na terra para curar, através da fé e do merecer tal cura

O Sr Padre sabe da polémica que envolveram as aparições de Fátima e os Pastorinhos na altura das aparições, hoje para um Católico é normal aceitar o que se passou em Fátima, mas demorou tempo e poucos foram os crentes á primeira.
com o tempo o Sr padre também irá acreditar naquilo em que acredito.

Sr Padre não seja céptico e radical como são as testemunhas de Jeová ao ponto de não aceitarem transfusoes de sangu para salvar vidas, isto uma comparação.

Vivo a minha fé na Religião Católica e a minha experiência de vida levou-me a ter conhecimentos nos quais acredito após o sofrimento que já tive, sinto que Jesus me iluminou o caminho e que ele me protege.

Gostaria que o Sr Padre chegasse á conclusão a que eu já cheguei, para mim dou Graças a Deus pelo caminho que me orientou.

Acredite em mim Sr Padre.
Adeus

Em contra-corrente disse...

Há dias que não passava por aqui e agora deparo-me com este post e comentários muito ricos.
Tenho experiência que se trata de assunto muito actual e muito delicado. Há pessoas que põem a arder a casa por causa disto. E outros perdem a saúde que podiam ter.

Anónimo disse...

MEUS CAROS AMIGOS, A PALAVRA DE DEUS DIZ:... " QUE O DIABO VEIO PARA MATAR, ROUBAR E DESTRUIR, E QUE O SENHOR JESUS VEIO PARA NOS DAR VIDA, E VIDA EM ABUMNDÂNCIA"...JOÃO 10;10. NÃO EXISTE OUTRO CAMINHO PARA O BEM ALÉM DE JESUS, E OUTRO PARA O MAU ALÉM DE SATANÁS! ESCOLHAM A JESUS PARA A SALVAÇÃO DE VOSSAS VIDAS, E DEIXAM ESSAS DISCUSSÕES PARA TRÁS, POIS O DIABO SEMPRE SERÁ NOSSO ADVERSÁRIO, E A ÚNICA INTENÇÃO DELE É NOS AFASTAR DE VERDADEIRO SALVADOR QUE É JESUS CRISTO!!
DEUS OS ABENÇOE, AMÉM!