segunda-feira, janeiro 23, 2006

Os nossos olhos

Julgar os outros

Confesso que gostei de ver o povo votar no Cavaco Silva. Não porque pense que Portugal vai mudar muito por causa da sua eleição, mas porque fiquei farto das críticas que todos os outros candidatos lhe foram fazendo. Ele esteve a governar o país durante dez anos e as coisas até melhoraram. Para todos ou quase todos. Na altura não concordei com todas as suas posições mas quem não erra?!

As críticas que fui ouvindo lembraram-me aquela história conhecida de uma família que se mudou para uma casa nova.
Numa manhã que passava por certa sala, a mulher reparou através da janela numa vizinha que pendurava lençóis no varal e foi comentar com o marido:
- Que lençóis sujos ela está pendurando no varal!!! Se eu tivesse intimidade com ela havia de lhe perguntar se ela precisava dum detergente novo!
O marido observou calado.
Alguns dias depois, novamente, durante o café da manhã, a vizinha pendurava roupa no varal e a mulher comentou com o marido:
- A nossa vizinha continua pendurando roupa suja! Se eu tivesse intimidade com ela perguntava-lhe se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
Passado um tempo a mulher se surpreendeu ao ver a roupa branca que a mulher punha a secar e empolgada foi dizer ao marido:
- Ela já aprendeu a lavar as roupas, será que outra vizinha a ensinou?!
O marido calmamente respondeu:
- Não! Eu hoje levantei-me mais cedo e lavei os vidros da nossa janela!

Creio que muita gente, a começar por mim, tem de aprender a ver os outros.

11 comentários:

Clone de VER PARA CRER disse...

Boa lição para todos nós que somos fáceis em criticar os outros.
Um abraço amigo.

Vitor Mota disse...

Concordo. Foi um bom exemplo o que recebemos do Prof. Cavaco. Oremos para que essa atitude continue a dar frutos daqui para a frente.

Surpreso disse...

Mais um cavaco que temos de aturar!
E este ainda por cima não quer ser político profissional.
Mas há gostos para tudo...

Caros Amigos disse...

Gosto do Homem. Pode ser que ele meta o Sócrates na ordem...
Beijo grande.

xana disse...

Que história tão verdadeira!É que é mesmo verdade.. A começar pelo próprio gesto de se apontar o dedo a alguém.. Pois...Quando o fazemos, temos um dedo apontado para esse alguém mas... três apontados para nós mesmos!!!

Não dá que pensar?!

Deixo-te (vos) um abraço terno.

Marlene Maravilha disse...

Ver para crer! Obrigada pela visita no meu blog!
Pois é, nem Jesus Cristo agradou a todos! A vida é assim mesmo. Por mais que façamos sempre vamos ter os opositores.
Concordo em número e grau com o que disse a Xana, enquanto apontamos com um dedo, temos quatro apontados para nós!!!
Através da impressa falada e escrita, sempre ouvi falar bem do Sr Cavaco.
Abraços cá do Brasil

Paula disse...

Cavaco ganhou na 1ª volta e assim foi por erro do PS...não digo que cavaco nao ganhasse de qualquer jeito mas talvbez não tão facilmente como se fosse Manuel Alegre a representar o PS...
ideologias politicas nao se devem discutir e sublinho que nao votei em nenhum dos candidatos que aqui falo mas sim noutro e por outras questoes...
beijos na tua soul

Vítor Mácula disse...

Caro Ver para crer.

Então?... Clonado?... :)

Abraço.

Ver para crer disse...

É verdade, Vítor!
E qualquer dia o meu amigo vai chegar à clonagem de algum de nós!...
Ver para ver!

Clone de VER PARA CRER disse...

Cá estou eu...

Sonhadora disse...

Já Jesus dizia: "Tira primeiro a trave do teu olho para veres a palha do olho do teu irmão".

E é isso mesmo, vemos facilmente os erros dos outros mas dificilmente reconhecemos os nossos.