quinta-feira, fevereiro 07, 2008

Reinserção social?!



Um investigador da Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação da Universidade do Porto, Tiago Neves, passou um ano em trabalho de campo num centro educativo e constatou que nenhum trabalho é feito para incutir valores nos jovens e que a reinserção social dos jovens delinquentes ali acolhidos é um falhanço.

Segundo a sua análise, a disciplina severa que é aplicada aos técnicos sempre que há distúrbios, fugas ou agressões a professores por parte dos jovens, leva a que estes adoptem uma estratégia sobretudo defensiva. A educação fica prejudicada também devido ao facto dos técnicos mais especializados estarem "assoberbados com trabalho administrativo", ficando os jovens entregues a maior parte do tempo aos monitores – menos especializados, apesar da longa experiência que alguns já têm.

A lei que criou estes centros para jovens delinquentes entre os 12 e os 16 anos (podendo o internamento ir até aos 21) define como prioridade educação para o Direito. Mas em lado nenhum se define o que isso seja. Esta indefinição, segundo o professor do Porto, tem um resultado: os centros não cumprem a sua função de reinserção.

Assim não vale!!! Todos ficamos a perder.

3 comentários:

Maria João disse...

Pois... Reinserção tem de ser com valores.

Já estive como missionária num lar de crianças e vi coisas que sinceramente... Se não dermos valores a estas crianças, o que será feito do seu futuro?

beijos em Cristo

J. Costa disse...

E ataca esta gente as casas do Gaiato!
Aprendam com o Pai Américo... o que é educar!

Marta disse...

Temos aqui um caso que devia ser visto pelas entidades que superintendem na reinserção. Se o não fizerem são coniventes.
Marta Chaves