segunda-feira, dezembro 08, 2008

Como consertar o nosso mundo?

As pessoas andam atemorizadas e não sem razão. Os meios de comunicação estão cheios de notícias de assaltos e mortes. Muitos dos nossos concidadãos parece que só se preocupam em satisfazer os seus piores instintos.
Muitas famílias estão destruídas, as leis parece defenderem os marginais e não há quem nos acuda. Nem as famílias nem a escola consegue cumprir a sua missão.
Como é que se consegue consertar um mundo assim?
A história que segue pode ajudar-nos a encontrar a solução.
Um cientista vivia preocupado com os problemas do mundo e estava resolvido a encontrar meios de minorá-los. Passava dias e dias fechado no seu laboratório em busca de respostas para todas as suas dúvidas.Certo dia, o seu filho de sete anos invadiu o seu “santuário” decidido a ajudá-lo a trabalhar. O cientista bem pediu ao filho para ir brincar para outro lado. Vendo que seria impossível removê-lo, o pai procurou algo que pudesse dar ao seu filho que o pudesse distrair para que ele não fosse incomodado.
Numa revista encontrou um mapa do mundo! Com o auxílio de uma tesoura, recortou o mapa em vários pedaços e, juntamente com um rolo de fita adesiva, entregou-o ao filho dizendo:
– Tu gostas de puzzles? Então vou te dar este com o mundo para resolveres. Aqui está o mundo todo partido. Vê se consegues consertá-lo bem direitinho!
Calculou que a criança não conseguiria. Algum tempo depois, ouviu a voz do filho que o chamava calmamente:
– Pai, pai, já fiz tudo.Relutante, o cientista levantou os olhos das suas anotações, certo de que o puzlle não estava acabado. Para sua surpresa, o mapa estava completo. Todos os pedaços haviam sido colocados nos devidos lugares. Como seria possível? Uma criança… impossível!– Filho, tu não sabias como era o mundo… Como conseguiste?
– Pai, eu não sabia como era o mundo, mas quando o pai tirou o papel da revista para recortar, eu vi que do outro lado havia a figura de um homem. Quando o pai me deu o mundo para consertar, eu tentei mas não consegui. Foi aí que me lembrei do homem, virei os recortes e comecei a consertar o homem que eu sabia como era. Quando consegui consertar o homem, virei a folha e vi que havia consertado o Mundo.

1 comentário:

♥Sueka disse...

olá, tenho um mimo para ti no meu blog, espero que gostes...abraço