domingo, dezembro 16, 2007

Presépios na tradição portuguesa


Este ano estive mais atento a esta tradição portuguesa (e não só) de fazer o Presépio. É que o Secretariado de Catequese da Diocese de Coimbra pediu aos catequistas que o implementassem não apenas nos grupos de catequese mas mesmo nas famílias de cada catequisando. E muitas foram as notícias publicadas na comunicação social de concursos de presépios e afins implementados pelas próprias câmaras.

Até em pleno Alentejo a Câmara Municipal de Beja organizou um Concurso de Presépios que serão colocados numa exposição que decorrerá no "Pax Júlia - Teatro Municipal de Beja" até 6 de Janeiro de 2008.

Embora a época natalícia evoque valores cristãos e a população portuguesa se diga em cerca de 90 por cento católica, ultimamente tem havido um combate de pequenas minorias à exibição de símbolos cristãos. O presépio seria um deles. Mas para já essas campanhas têm tido um efeito contrário.
Até quando, não sabemos
.

3 comentários:

joaquim disse...

Felizmente no nosso país ainda não vingou essa "imposição".
Mas eles não desistem!
Em Inglaterra há uma ou duas regiões que proibiram ou decidiram chamar ao Natal, festa de Inverno, ou qualquer coisa assim, em nome de uma pretensa laicidade e igualdade de religiões.
Parece que até as comunidades muçulmanas se insurgiram contra essa estupidez!!!
Podem proibir os presépios exteriores, mas não podem proibir que falçamos dos nossos corações um presépio.

Santo Natal para ti Padre amigo, para os teus familiares e para a tua comunidade paroquial.

Abraço amigo em Cristo

Maria João disse...

A laicidade não tem de ser falta de respeito pela liberdade religiosa... Infelizmente, confunde-se tudo...


beijos em Cristo

Joaquim Costa disse...

Temos de nos aceitar uns aos outros. E a opinião da maioria tem de ter sempre maior peso.