sexta-feira, julho 21, 2006

Partido pedófilo

Um tribunal holandês recusou-se a proibir um partido político de pedófilos que pretendem baixar a idade de consentimento para ter relações sexuais dos 16 para os 12 anos.

Os demais partidos pediram ao tribunal de Haia que impeça o partido de se candidatar às eleições nacionais de Novembro, com o argumento de que as crianças têm o direito de não serem ofendidas pela plataforma do partido.

«Liberdade de expressão, liberdade…de associação, incluindo a liberdade de formar um partido político, pode ser vista como a base de uma sociedade democrática», disse o juiz H. Hofhuis na sentença. «Estas liberdades dão aos cidadãos a oportunidade de, por exemplo, usar um partido político para pedir a revisão da Constituição, de uma lei ou de uma política», prosseguiu.

Pergunto:

Então também os assassinos e outros criminosos têm o direito de fundar partidos para mudarem as leis que os descriminalizem.

3 comentários:

Anónimo disse...

E porque não?!

Caros Amigos disse...

Liberdade sem ética é libertinagem.

no-coracão-de-Deus disse...

olá ver para crer!
é a primeira vez que passo por aki e gostei da seriedade com que são postas as questões, concretamente esta.
Não sei onde iremos por este andar, o que apenas sei é que quem sai a perder no meio de tudo isto é a pessoa humana,e concretamente as crianças e os adolescentes! com esta tomada de posição faz-se delas um objecto que pode ser comercializado, abusado...é aterrador! é absolutamente necessário formar as consciências e alertá-las para este ataque silencioso e mórbido à pessoa humana que procuram fazer alguns lobbys.
Como cristão e como presbitero continuarei a proclamar a beleza e a singularidade da pessoa humana que merece ser respeitada em todas as fases da vida, desde a sua concepção até á sua morte,
e rezo para que o nosso Deus toque o coração dos homens e mulheres do nosso tempo com a simplicidade, a alegria e a bondade da fé...deste modo todos serão respeitados como Filhos do mesmo Deus e Pai.
um abraço.
...como sempre, no coração de Deus